MÚSICA ELETRÔNICA + ORQUESTRAS: SAIBA MAIS SOBRE ESSA COMBINAÇÃO

Últimas

MÚSICA ELETRÔNICA + ORQUESTRAS: SAIBA MAIS SOBRE ESSA COMBINAÇÃO


Muitos críticos acham que a música eletrônica é fria, sem alma e sem emoção, que é música para ser ouvida sem pretensão ou mais profundidade por serem produzidas quase que essencialmente por computadores e sintetizadores, quando na realidade, não é bem assim.

A melodia, os timbres, as letras e principalmente o êxtase causado pelos beats, kicks, synths e drums, trazem à Dance Music, sentimentos que muitos apreciadores só encontram ao ouvir uma bela orquestra tocando aquele clássico de Beethoven.

E o que aconteceria se esses dois mundos tão diferentes, mas que causam sensações tão iguais nos seus respectivos públicos, se unissem?

Para responder esta questão, reunimos abaixo, cinco momentos nos quais essa mistura, produziu encontros épicos, dignos dos maiores clássicos da música erudita.

Vale notar que este tema é tão abrangente, que já foi abordado aqui na revista anteriormente, e merecia uma segunda parte.


E vamos para nossa lista:

1. Chicane – Offshore (by The Ulster Orchestra)

Um dos maiores clássicos do trance dos anos 90, “Offshore”, dos ingleses do Chicane, ganhou uma bela versão orquestrada pela The Ulster Orchestra de Belfast, Irlanda do Norte.

2. Schiller & Berlin Show Orchestra

Schiller, ou o alemão Christopher von Deylen, faz do seu som uma mistura perfeita entre o eletrônico e o clássico, o que ficou ainda mais evidente, nesta apresentação de 2017, juntamente com a Berlin Show Orchestra.

3. Nato Medrado @ Symphony of Journey

E tem brasileiro na parada. O paulista Nato Medrado, inovou ao juntar o seu progressive house, com a Orquestra Municipal de Hortolândia e o Quarteto de Cordas, e parou o principal cartão postal da cidade, ao gravar uma apresentação que contou com um set list que navega entre o progressive, passa pelo techno, e mostra o porquê ele é tão conceituado entre os top DJs mundiais, a ponto de fazer parte do cast da gravadora Armada Music do grande Armin Van Buuren.

4. Hans Zimmer & Alan Walker – Time (Official Remix)

A união de um dos maiores compositores de música clássica da nossa era, o alemão Hans Zimmer, especialista em trilhas sonoras de filmes e séries, tendo inclusive, conquistado um Oscar e dois Globos de Ouro, e um dos grandes novos talentos surgidos na cena eletrônica nos últimos anos, o DJ anglo-norueguês Alan Walker, que tem como uma de suas inspirações o próprio Zimmer, teve como resultado o lançamento em 2020, do remix de Time, que é uma versão do clássico de 2010, produzido para a trilha sonora do filme “Inception” de Christopher Nolan.

5. Above & Beyond Acoustic: Live at The Hollywood Bowl

Se as versões de estúdio já são carregadas de emoções, sentimentos e trazem melodias marcantes para todos nós que amamos a música eletrônica, o que dizer quando os mestres do Above & Beyond resolvem se desplugar de todo o aparato tecnológico que os cerca, e transformar tudo isso em sons acústicos, com uma das produções mais impecáveis já vistas.

O resultado foram dois álbuns acústicos incríveis, e grandes apresentações neste formato ao redor do mundo, sempre com espetáculos sold-out, e com toda a qualidade e beleza, que só Jono, Paavo e Tony são capazes de produzir.

Gostou da matéria? Lembrou de algum vídeo que não consta na lista? Reaja aqui e compartilha com os amigos. Good Vibez!!!!




 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem