CONVERSAMOS COM A ESTRELA DA DEFECTED RECORDS, SAM DIVINE, QUE SE APRESENTA NOS DIAS 01 E 02 DE ABRIL NO DEFECTED BRAZIL, EM SÃO PAULO E NO GREEN VALLEY

Últimas

CONVERSAMOS COM A ESTRELA DA DEFECTED RECORDS, SAM DIVINE, QUE SE APRESENTA NOS DIAS 01 E 02 DE ABRIL NO DEFECTED BRAZIL, EM SÃO PAULO E NO GREEN VALLEY


Após uma década, a label retorna ao Brasil

Criado em 1999 por Simon Dunmore e Janet Bells, o Defected Records é considerado o maior selo de House Music do mundo. Entre os milhares de artistas que já lançaram pela gravadora, vale destacar Bob Sinclar, Dennise Ferrer, Roger Sanchez, Todd Terry, Sonny Fodera, Vintage Culture e claro, Sam Divine

O Defected também é proprietário de grandes labels como o Defected Croatia e London, Glitterbox, e alguns programas de rádio. Após uma década, a label retorna ao Brasil com duas apresentações, no dia 01 de abril, em São Paulo,  na Arca Spaces e no dia 02 de abril, em Balneário Camboriú, no Green Valley. 

Entre os nomes confirmadas para essa edição estão Gorgon City, John Summit, Sam Divine, Ashibah e Aline Rocha. Para edição paulistana, foi confirmado um b3b entre Vintage Culture, Gorgon City e John Summit, como um set especial de encerramento.

Conversamos com Sam Divine, a diva do label que nos contou um pouco do que ela está esperando da sua apresentação aqui no Brasil. Confira a entrevista na íntegra.

RTH: Green Valley foi eleito o clube número 1 do mundo por vários anos pela DJ Mag. Qual é a sua expectativa de se apresentar no clube?

Mal posso esperar para me apresentar no Green Valley. Já ouvi falar muito bem do clube. Isso misturado com a vibração e o amor da pista de dança, espero que seja um momento mágico!

RTH: Como você vê o crescimento da cultura house music no mundo, principalmente depois que o pior momento da pandemia melhorou? Você tem observado uma renovção na pista de dança?

100%! Sinto que há uma energia recém-nascida. Com certeza estou sentindo. Estou cavando muito mais fundo do que antes da pandemia; Eu amo tocar um disco de 20 anos para um jovem de 20 anos, no qual eles estão ouvindo pela primeira vez. Eu sinto que todo mundo produziu música com o coração no confinamento e está realmente ressoando na pista de dança.

RTH: Quais são os nomes inseridos na house music que aposta para 2022?

São todas as chicas para mim. Miane, que é nativa de Ibiza, é definitivamente uma pessoa a ser observada. Ela está tocando na minha festa Cloud 9 Miami e Londres. Eu a encontrei trancada e apoiei sua música em meus programas de rádio, então estou animada para vê-la tocar ao vivo. Arielle Free é outra para ficar de olho. Ela é uma produtora foda e sua energia quando ela é DJ é uma alegria de assistir. Jess Bays, que é super promissor, também é um produtor e DJ incrível; ela está sob minha asa há seis anos e tem sido incrível ver seu crescimento.

RTH: Você está acompanhado na turnê Defected por Ashiba e Aline Rocha. O que você mais admira/respeita nas suas colegas DJs e produtoras?

Ashiba eu não a conheço pessoalmente, mas dei suporte às suas músicas em meus programas de rádio. Ela é uma produtora fantástica. Conheci Aline na Defected Croatia e ela é um amor; você pode dizer que ela tem uma alma tão gentil. Eu amo assistir o DJ dela, ela realmente gosta e você pode dizer que ela ama sua música – um prazer de assistir. Estou muito animado para jogar com os dois.

RTH: Adoramos seus últimos remixes para ‘Freedom’ de Junior Sanchez/Charlie Vox e ‘Just Gets Better’ de TJR. Você tem planos de lançar outros remixes ou novas faixas este ano?

Estou produzindo várias músicas autorais. Eu tenho trabalhado em alguns deles por quase dois anos, então mal posso esperar para que eles sejam lançados. Além disso, estou trabalhando em um grande remix para Defected.

RTH: O que a música representa para você?

Representa o amor e a unidade. Não importa de que tipo de vida você seja, a música reúne estranhos de todo o mundo. Música é a linguagem universal.

RTH: Qual é o seu TOP 3 de músicas favoritas de todos os tempos – suas armas de pista de dança garantidas para impulsionar o clube?

Dennis Ferrer- Hey

Carl Craig – Like a boy

Mentes Híbridas – Touch

RTH: O que mais está em seu diário de 2022 com o qual você está realmente empolgado?

Eu tenho um diário empilhado para 2022. Além de tocar em todos os grandes festivais do Reino Unido, incluindo Big Weekend e Creamfields da BBC Radio 1, também estou tocando EDC Vegas, Beyond Wonderland em San Bernardina, Tomorrowland, We Are FSTVL no México, desertou na Croácia e Malta, e também tenho uma turnê na Austrália no final do verão. Estou muito animada para voltar totalmente à vida de turnê.


 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem