PLEIGHT CONQUISTA OS OUVIDOS SELETOS DA GRAVADORA GLASGOW

Últimas

PLEIGHT CONQUISTA OS OUVIDOS SELETOS DA GRAVADORA GLASGOW


Pleight conta que buscou trabalhar a parte percussiva da música, fazendo com se tornassem as principais características da track

Se teve uma coisa que não faltou durante a pandemia foi tempo para os artistas se dedicarem ao amadurecimento da sua sonoridade, em busca de novos timbres, e claro, focando em manter a consistência aonde pudessem conseguir buscar sua identidade. Para Pleight isso foi fundamental para a produção de “Bounce” seu single mais recente assinado pela gravadora internacional, Glasgow.

Pleight conta que buscou trabalhar a parte percussiva da música, fazendo com se tornassem as principais características da track. “Foquei no que o público brasileiro e estrangeiro tem escutado ultimamente e também no que os artistas nacionais e internacionais tem levado em suas cases para os shows.”

Com referências do Tech House, o artista buscou trabalhar a linha de bass seguindo um timbre marcado, o qual vem buscando levar adiante em outras faixas, assim como um kick mais presente. O artista acredita que esse foi um dos pontos chaves para conquistar a gravadora GlasGow a assinar sua música.

Entre suas principais referências musicais, Pleight busca influências naqueles que despontam no TOP 100 do Beatport, sua principal meta para alcançar em 2022. Entre os artistas que marcam presença no ranking estão Mark Knight, Biscits, Lee Foss, Martin Ikin. Além claro, do brasileiro Volkoder, artista que manteve um consistência musical e de branding nos últimos anos.

Para 2022, o artista acredita em um projeto mais maduro para Pleight. Com quase dois anos de pausa dos palcos, a evolução em busca da sua identidade sonora com certeza será o diferencial para conquistar as pistas e os amantes do belo Tech House. “Quero levar o projeto Pleight junto ao Brasil para o top 10 do Beatport dentro do gênero Tech House, além de manter os grandes suportes que vim recebendo de artistas renomados da cena, além claro, de continuar abrindo portas com meu som em grandes gravadoras nacionais e internacionais.”

Diferentemente de alguns artistas que estão com a agenda cheia, Pleight focou em finalizar suas músicas, pois para ele, um artista ter a “agenda cheia”, algumas questões são prioridades como imagem e força do mesmo na cena, com isso ele hoje está trabalhando com a MUSK, que irá fazer o branding da sua imagem e consolidar o projeto na cena nacional em 2022.


 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem