Já pensou em pegar uma balada no Japão? Cortez te indica as principais

Últimas

Já pensou em pegar uma balada no Japão? Cortez te indica as principais


Por Cortez, DJ e produtor, correspondente da House Mag no Japão

Foto de abertura: divulgação

Apesar de algumas medidas de relaxamento, ainda estamos em tempos de quarentena e precisamos ficar em casa o máximo possível, então, uma das melhores formas de aproveitar o tempo é lendo e absorvendo informações. Do outro lado do mundo, quem também enfrenta o mesmo é o DJ e produtor paulista Adriano Cortez, que se mudou para o Japão em março de 2019 em busca de novos horizontes e é por lá que ele mantém sua carreira artística.




Ainda se adaptando à língua e a cultura nipônica, Cortez pouco a pouco vai desbravando o que o país tem de oferecer musicalmente falando. Tem conhecido novos DJs, novas músicas e se familiarizado com as diferentes sonoridades presentes no país, inclusive, tocou no Cube, em Tóquio, ainda em 2020, antes da pandemia — sua primeira gig na capital japonesa. Ao seu lado, estiveram vários DJs de outros países, como Bélgica, Alemanha, Espanha, El Salvador e Estados Unidos, além de nomes locais e uma outra brasileira, Ellen Angelucci.

Nós então pedimos a ele que compartilhasse um pouco da história e da atmosfera de alguns clubes que se destacam no Japão. Se você é um clubber nato e pretende algum dia conhecer a “terra do sol nascente”, este conteúdo é direcionado para você!

“Olá, pessoal! Vou deixar um roteiro para quem gosta de música eletrônica de qualidade e quer vir se aventurar no Japão indo de Osaka à Tóquio! Indico iniciar a viagem com destino a Osaka, se quiser gastar pouco existem hostels ou hotéis no formato `cápsula` que valem bem a pena para poucas noites.

Depois de passear e conhecer Namba fazendo uma excursão muito doida vestido de Minion e andando de Kart pelas ruas de Osaka [este é um programa turístico que você pode fazer por lá], é hora de se preparar e conhecer as seguintes casas:

Cortez também está escalado para o Cube, em Tóquio, sua primeira gig na capital japonesa, ao lado de DJs de outros países como Bélgica, Alemanhã e El Salvador, além de nomes locais, festa Techno & House

Osaka

Club Joule

O espaço soma duas décadas na ativa, é bastante tempo! Já passaram por lá grandes medalhões da cena, de Ben Klock a Calvin Harris. A pista é equipada com um dos principais sistemas de som do país e grandes monitores de LED em todos os locais, possui uma estrutura incomum e o layout exclusivo divididos em três andares, incluindo luxuosas áreas de descanso e um terraço ao ar livre.



Giraffe Japan

O clube possui quatro andares de muita música eletrônica em ambientes com temáticas diferentes: Gate, SUP Base Floor, Key e Mix Giraffe. Ou seja, você pode ouvir house, techno, hip hop ou edm, tudo na mesma noite. Não tem como ficar entediado!


Club Piccadilly 

Já eleito um dos melhores clubes do mundo pela DJ Mag. Grandes nomes da edm/big room como Nick Romero, Ferry Corsten e Don Diablo já tocaram lá. É uma experiência pra quem preza pela combinação de som, iluminação e alta produção. Abre de sexta-feira a domingo e oferece aos hóspedes internacionais 50% de desconto na entrada.




Owl Osaka

Lugar fácil de chegar por estar bem localizado. O clube se destaca pelos artistas de ponta e pela decoração impecável, tem uma tela de led gigante atrás do DJ.




Circus Osaka

Essa é uma das melhores casas de Osaka, meca do techno! Richie Hawtin, Derrick May e DJ Nobu já tocaram lá, além de Mall Grab, Kink e outros internacionais bem conhecidos.




Tóquio

Womb

Neste ano assumiu a posição #58 no top 100 clubs da DJ Mag, mas já foi eleito como o #1 do Japão. O clube foi fundado em abril de 200 e tem capacidade para receber cerca de 1200 pessoas. Eles  também fazem desde 2008 um festival anual indoor chamado Womb Adventure, que atrai quase 10 mil pessoas por edição.




Vent

Segundo descrição da página, eles “propõem uma experiência musical de alta qualidade com um sistema de som novo no mundo”. Plantas e design minimalista criam uma comunicação bem diferente em um espaço impressionante.




Contact Tokyo

Relativamente recente, inaugurado em abril de 2016, o local tem quatro andares também com diferentes atmosferas. O espaço recebe não só DJs renomados, mas também eventos de moda — se tratando de música, eles acreditam que podem ser comparados aos principais clubes da Europa e dos Estados Unidos.



EN-SOF TOKYO

Falam que o sound system desse lugar é coisa de louco! Como residente eles tem o DJ Wada; minha amiga Ellen Angelucci está planejando um festão neste local no futuro e já me confirmou no line up, será minha primeira apresentação em Tóquio!

Claro que ainda não sabemos a data devido ao panorama do coronavírus, mas assim que as coisas melhorarem teremos novidades.



Ageha

Inaugurado em 2002, é um dos maiores clubs de todo o Japão, o salão principal é gigantesco! Eles recebem de Fatboy Slim a Tiësto e Danny Tenaglia, além de nomes como Don Diablo, Vini Vici, Luciano, Robin Schulz e muitos outros. A configuração parece um resort, do lado de fora, tem bares com piscinas e decks, e até áreas com gramado para ver o nascer do Sol com vista para a orla de Tóquio.

Parece que o local está correndo risco de fechar as portas, mas existe um movimento de artistas tentando impedir que isso aconteça, já que o clube é muito tradicional no país. Torcemos para que permaneça em funcionamento!




 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem