FORÇAS COMBINADAS: TARTER LANÇA MOMENTUM EP PELA D-EDGE RECORDS BLACK

Últimas

FORÇAS COMBINADAS: TARTER LANÇA MOMENTUM EP PELA D-EDGE RECORDS BLACK


O que acontece quando duas potências da música eletrônica brasileira se encontram e unem forças? O resultado você confere com o novo EP de tarter pela D-Edge Records Black.

Completando 21 anos de história, é difícil encontrar, no Brasil, um fã assíduo de música eletrônica que não conheça e não morra de vontade de curtir uma festa no famoso club D-Edge. O que muita gente não sabe é que o D-Edge não é apenas um club, mas sim uma grande marca importante para o mercado, com um papel importantíssimo no fortalecimento da cultura da música eletrônica no Brasil. 

Além das incontáveis noites no clube — estima-se que, pelo menos, 30 mil artistas nacionais e internacionais já passaram por lá — o D-Edge também leva o agito para outras regiões do país com festas e festivais. Ademais, a marca promove aulas de produção com o projeto DJ College, criou a D.Agency, agência de gerenciamento artístico, e, também, possui 3 selos musicais: a D-Edge Records, focada em vertentes do house/techno em geral; Olga, que tem mais ênfase em sons experimentais, e a D-Edge Records Black, que busca trazer sonoridades mais intensas e sombrias do techno. 

E é por essa última que o catarinense tarter faz o seu debut através do EP “Momentum”. O produtor, que já acumula suporte de Richie Hawtin, um projeto de mentoria e que comanda também as labels Urban Soul e a Createch, agora apresenta o EP Momentum, com duas originais e dois remixes por 2STROKE Nevrau, resultando em um techno dinâmico com abordagem mais minimalista e hipnótica.

A faixa principal e que dá nome ao EP, traz uma sonoridade sombria e melódica, tem kicks marcantes, um grave forte e uma boa pitada de acid. Já o remix de 2STROKE conseguiu criar uma interpretação ainda mais poderosa e potente para a track, trazendo ainda mais velocidade para a produção. 

“The Time” já vem numa sonoridade mais minimalista, nela, tarter faz bom uso de sintetizadores para criar uma melodia hipnótica que dá corpo, enquanto utiliza alguns elementos mais viajantes tornando-a mais “trippy”. O remix da dupla Nevrau traz uma roupagem um pouco mais melódica e obscura para a produção do catarinense, trazendo uma melodia viajante e profunda.

Tanto a D-Edge quanto Tarter mostram para os fãs e para o mercado musical que música eletrônica é muito mais do que produzir festas e lançar a todo momento, mas sim sobre realizar novos projetos e iniciativas, compartilhar conhecimentos e experiências, além de dar oportunidades e apoio para nomes novos e promissores da cena. O EP Momentum marca a grande união dessas duas potências brasileiras — que seja o primeiro de vários!


 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem