O forte histórico da gravadora Tropical Twista Records

Últimas

O forte histórico da gravadora Tropical Twista Records


A riqueza cultural da América Latina é uma fonte inspiradora para aqueles que ousam se aventurar através de sua bagagem histórica, comportamental e artística. Cada país possui sua particularidade, o que resulta em um leque de belezas nativas e ancestrais a serem exploradas, sobretudo através da linguagem musical. E é surfando nesse mar de possibilidades que a Tropical Twista Records vem conquistando o cenário musical underground mundo afora, apresentando uma identidade selvagem e, ao mesmo tempo, mística e encantadora.

Com seis anos de estrada, a gravadora brasileira comandada por Raphael Palmer possui um propósito central de promover  intercâmbios culturais através de sua assinatura musical, celebrando as nuances lúdicas do downtempo e do organic house, com peças que trazem a essência da musicalidade ancestral latina com um toque folclórico e singular.




A jornada da Tropical Twista abraça o movimento underground não somente nacional, mas também integrando artistas de diferentes partes do globo que possam destilar um pouco mais de profundidade e sensibilidade em suas produções. A gravadora conta com mais de oitenta lançamentos e propaga a força da música eletrônica independente disponibilizando todo o acervo musical de seu catálogo de forma gratuita e acessível.

Por lá já passaram grandes nomes do downtempo e do World Music como Ibu Selva, Gerra G, Cigarra, Kurup, Urubu Marinka, Ohxalá, Dandara, Alma Linda, Psilosamples, Sidirum e diversos outros nomes que desfrutam da psicodelia musical e da arte multisensorial. 




Agora sob uma nova fase, o selo busca estender-se para novos horizontes de forma mais profissional e com olhares mais integrados ao circuito mundial, sem deixar de lado o propósito de sua essência underground, mas dialogando com novas mídias, sejam elas físicas ou digitais, e apostando mais forte no streaming também. “A partir de agora, vamos estar mais ativos e, no momento, estou trabalhando para disponibilizar todo o catálogo da gravadora no Spotify. Teremos também mais comunicação nas redes sociais e presença na mídia especializada para levar nossa mensagem à novas pessoas”, comenta Palmer.

O selo hoje é considerado um dos principais espaços voltados às sonoridades mais orgânicas do cenário eletrônico nacional e a relevância de sua trajetória tende a crescer nesta nova fase, já que novos artistas devem chegar ao catálogo, principalmente nacionais. “Estou dando uma atenção especial para artistas locais, temos um potencial imenso e pouco espaço para acolher lançamentos de músicos brasileiros. A Tropical Twista é um dos poucos selos do Brasil que abriga esse tipo de sonoridade, então pretendo expandir isso cada vez mais”, adiciona Palmer. Ainda esse ano, a gravadora deve lançar mais um álbum e um EP, todos de artistas brasileiros, incluindo um do próprio headlabel.


palmer_press_500.
Foto: divulgação

Recentemente, a TTR lançou uma compilação especial de seis anos dividida em dois volumes que foi, inclusive, um “cartão de visitas” dessa evolução, reunindo nomes que integraram e fortaleceram a história da gravadora. “Quem tá conhecendo a TTR agora, pode esperar sempre encontrar música diferente. Sons com carga cultural, autênticos e originais. Músicas que podem te fazer dançar, mas também podem te fazer refletir ou te acompanhar em um domingo chuvoso. Se permitam descobrir os encantos da música eletrônica”, conclui.

O trabalho mais recente é "Dream Inside A Dream", novo álbum de Kadum com sete faixas de downtempo super groovy, vale conferir na íntegra!




Siga a Tropical Twista Records no InstagramFacebook e SoundCloud.


 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem