REPLETO DE CLASSE E COM TRAÇOS DE MIAMI BASS, ROLAND LEESKER LANÇA NOVO EP DA GET PHYSICAL MUSIC

Últimas

REPLETO DE CLASSE E COM TRAÇOS DE MIAMI BASS, ROLAND LEESKER LANÇA NOVO EP DA GET PHYSICAL MUSIC


“No Way Out” traz a faixa original do diretor da lendária gravadora alemã, mais remixes de Scan 7 e Francesco Tristano

Diretor da lendária Get Physical Music, o DJ, produtor e profissional multitarefas alemão Roland Leesker lançou nessa última sexta (10), pela sua própria gravadora, um EP de três músicas chamado “No Way Out”.

Nele, Leesker entrega a faixa título, uma obra houseira no estilo clássico, cheia de classe, que chama a atenção por sua percussão no estilo Miami bass. A música foi produzida ao lado do colega Neil Barber no Hot Kitchen Studios, em Berlim.

“Neil e eu somos amigos e ele também tem o mesmo tipo de background raver do início dos anos 90, quando nós dois enlouquecíamos na lama curtindo soundsystems DIY. No estúdio, ele funciona como um filtro de uma boa xícara de café para mim: eu geralmente tenho uma melodia ou ideia vocal na minha cabeça. Eu canto ou toco para ele e ele me ajuda a definir os elementos com base nisso, grava meus vocais e também dá suas ideias”, conta Roland Leesker. 

“Minha experiência me diz que nada que não saia das máquinas espontaneamente, em um fluxo natural, vale a pena continuar. Eu realmente confio na mágica do processo e geralmente fico satisfeito após duas ou três horas de produção. Então, nós deixamos a música de lado por alguns dias e depois a ouvimos em diferentes situações para um toque final, em que apenas mudamos alguns últimos detalhes”, segue.

Na sequência, o EP contempla os ouvintes com dois remixes: um feito pelo misterioso duo Scan 7, de Detroit, de reputação ilibada no cenário eletrônico há duas décadas, e o outro entregue pelo conceituado produtor e pianista luxemburguês Francesco Tristano — artista que, inclusive, tem Leesker como seu consultor de publishing.

“O Francesco é um grande amigo, e trabalhamos juntos e nos apoiamos há bastante tempo. O seu remix foi um presente para mim, e fiquei muito, muito feliz com o resultado, já que ele leva a faixa para um nível completamente novo. O Scan 7 é um desses artistas que eu amo e adoro, e sempre tento tocar algo deles quando discoteco. Através do nosso novo projeto, Detroit Gets Physical, tive a chance de pedir a eles por uma contribuição, e mamma mia, quanto calor e energia eles acrescentaram nessa música!”, conclui o alemão.

 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem